Institucional, Geral

17.11.2023

Alunas do Colégio Bom Jesus ganham prêmio de redação do College Advising Program

link copiado
Alunas do Colégio Bom Jesus ganham prêmio de redação do College Advising Program

As estudantes do Ensino Médio de Venâncio Aires (RS), Alana Wittke Kroth e Isadora Geovana Kessler, conquistaram o 1º e o 2º lugar, respectivamente, no concurso de redação do CAP Essay Workshop & Contest, com especialistas do CAP - College Advising Program da Liberty Education. Elas são estudantes do Colégio Bom Jesus Nossa Senhora Aparecida e conheceram o concurso na escola. Já a aluna Giovana Borguezani Carvalho, do Bom Jesus Centro (Curitiba-PR), conquistou o 3º lugar no concurso.

O tema da redação proposta foi: Parallel lives: In an alternate reality, you have a completely different identity and life story. Describe this alternative version of yourself and explore how it shapes your understanding of who you are in the present (Vidas paralelas: Em uma realidade alternativa, você tem uma identidade e uma história de vida completamente diferentes). Os estudantes tinham de descrever uma versão do tema sobre si mesmos e relatar como isso moldaria a sua autocompreensão. 

Para Isadora, essa oportunidade de participar do concurso abre caminhos para estudar fora do país. “Ganhar o 2º lugar é muito significativo, pois vai auxiliar se eu optar por estudar em universidades dos Estados Unidos. O CAP consegue nos guiar para atingirmos esse objetivo”, comemora. Ela também considera que fazer o texto da disputa a fez amadurecer. “Tivemos de fazer uma redação falando sobre nós mesmos, foi desafiador fazer algo diferente assim”, comenta Isadora.

Alana diz que antes de participar do concurso não pensava na possibilidade de estudar em universidades estrangeiras. Mas o desafio a fez olhar com outros olhos essa questão. “Agora, conecto minhas habilidades explícitas e implícitas com essa possibilidade. Sempre fui uma pessoa muito criativa e que gosta de escrever e falar inglês. Quando vi o anúncio do concurso no Colégio, logo pensei que essa era a minha chance de colocar tudo aquilo que eu gosto de fazer em prática”, relata Alana. 

A estudante conta ainda que a intenção não era simplesmente ganhar o prêmio, mas vivenciar a experiência. Após o concurso, ela passou a se interessar pelo modelo de admissões das universidades americanas. “Entendi que é um modelo que não escolhe os seus futuros estudantes por uma prova feita em dois dias, mas sim pelo que os alunos escrevem, pelo que eles fazem fora da escola e por quem eles são”, afirma. 

Alana é aluna do Colégio Bom Jesus há dois anos, e Isadora, desde os 7 anos de idade. Ambas estudam inglês, em nível intermediário para avançado. Isadora inclusive já fez um intercâmbio para a Irlanda. “Mas com certeza com esse concurso do CAP eu me desafiei um pouco mais, pois sempre há coisas para melhorar”, afirma.

A oportunidade do CAP foi amplamente divulgada aos alunos pelos professores do Colégio Bom Jesus, que incentiva quem pretende estudar fora do país, inclusive com programas específicos, como o High School e o International Advising Office – este último promove encontros sobre oportunidades acadêmicas fora do país e desenvolve habilidades e competências para esses estudantes. Algumas unidades do Colégio Bom Jesus, que está presente em cinco estados brasileiros, oferecem, ainda, o ensino bilíngue. 

Os prêmios do CAP para o 1º lugar no concurso são uma inscrição gratuita do SAT, e para o 2º e o 3º lugares, a primeira mensalidade de novas matrículas em 2023 ou 2024 no CAP – College Advising Program.

Sonho de estudar fora do país

Giovana, aluna do Bom Jesus Centro (Curitiba), decidiu participar do concurso porque tem o sonho de estudar fora do país. “Pretendo me inscrever em universidades nos Estados Unidos e no Canadá, que exigem essa redação e outros fatores no processo de admissão. O conhecimento que adquiri vai ser o propulsor para eu escrever cada vez mais e melhores essays”, afirma a estudante. Ela conta, ainda, que a vontade de estudar fora cresceu ao ver o exemplo de outros colegas do Colégio que conquistaram vagas em faculdades americanas renomadas. “Mesmo que seja um processo extremamente difícil e diferente daquele para entrar em uma faculdade aqui no Brasil, tenho um apoio gigantesco do colégio e dos meus professores, que me ajudam sempre que é necessário e me impulsionam para correr atrás desse sonho, apoiando sempre e me ajudando a desenvolver minhas ideias e projetos”, afirma.

AGENDAR UMA VISITA