Blog, Institucional, Geral

15.03.2024

O papel socioemocional de elogios, críticas e frustrações

link copiado
O papel socioemocional de elogios, críticas e frustrações

A educação socioemocional é um ponto muito importante no desenvolvimento da criança e do adolescente. Por isso, é necessário que pais, responsáveis e educadores façam parte desse processo.

Uma das formas de fazer isso é entender o papel dos elogios, das críticas e das frustrações, tanto na infância quanto na adolescência. Neste artigo exploramos como abordar esses aspectos de forma construtiva.

O desenvolvimento socioemocional

 Reconhecer a importância de um desenvolvimento socioemocional saudável é o primeiro passo para também compreender o papel dos pais e responsáveis nesse contexto. É, principalmente, nas fases da infância e da adolescência que a ajuda para identificar os problemas e as pequenas frustrações é mais necessária.

         A educação socioemocional traz benefícios, pois:

  1. Promove uma autoestima saudável;
  2. Ensina sobre responsabilidade;
  3. Desenvolve a resiliência;
  4. Fomenta a autocompreensão.

Por isso, separamos algumas dicas para trabalhar essas questões de forma saudável e leve. Confira a seguir!

Elogios: foco no esforço, não no resultado

Elogiar o comportamento e o esforço da criança ou do adolescente é muito importante. É aconselhável que os responsáveis adotem essa prática em vez de enaltecer apenas suas características intrínsecas e conquistas.

Por isso, em vez de dizer “você é muito inteligente” ou “adoro quando você tira nota 10”, opte por “parabéns pelo seu esforço, que resultou em uma nota acima da média”. Isso incentiva a criança a valorizar o processo de aprendizagem, não apenas o resultado.

Críticas: abordagem construtiva

A correção e a repreensão são outros aspectos importantes do desenvolvimento socioemocional. Porém, é preciso ter em mente que, quando for necessário repreender ou corrigir, o foco deve ser o comportamento específico, não o jovem como um todo.

Por exemplo, em vez de dizer “você é desobediente”, prefira “fico triste quando você me desobedece”. Isso ajuda as crianças e os adolescentes a entenderem que seu comportamento é o problema, não sua pessoa.

Frustrações: parte do crescimento

Encarar frustrações pode ser desafiador em todas as fases da vida, mas principalmente durante a infância e a adolescência. Por isso, ensinar a lidar com esse tipo de situação é fundamental para o desenvolvimento emocional.

É importante ajudá-los a reconhecer que problemas e pequenas frustrações são normais e podem, inclusive, ser benéficos. Isso os prepara para lidar com situações mais complexas no futuro e a desenvolver a resiliência.

Evite rotular ou comparar

Uma dica extra, também importante, é evitar rotular a criança e o adolescente. Em vez de dizer “você é agitado”, por exemplo, é melhor dizer “você está agitado”.

Isso contribui para que eles reconheçam que estão em desenvolvimento e seu comportamento pode mudar. Além disso, deve-se evitar comparações com outros, incluindo irmãos, pois fazê-lo pode diminuir a autoestima e gerar conflito.

O papel dos elogios, das críticas e das frustrações no desenvolvimento não pode ser subestimado. Por isso, o Colégio Bom Jesus conta com uma abordagem voltada para a construção socioemocional, ajudando os estudantes a se tornarem adultos emocionalmente saudáveis.

Agende uma visita na unidade mais próxima e saiba mais sobre o compromisso do Colégio Bom Jesus com o desenvolvimento dos alunos.

 


BLOG e NOTÍCIAS RELACIONADAS


 
AGENDAR UMA VISITA